Novidade: National Geographic (agosto, 2018)

Já pode ler a edição de agosto de 2018 da National Geographic na Biblioteca.

Em tempo de férias para muitos, olhámos para o sonoo nosso cérebro vive uma aventura incrível de cada vez que dormimos, mas ainda existem mistérios sobre esta prodigiosa máquina humana. As culturas modernas privilegiam o combate ao sono e ao cansaço como símbolo de produtividade. Nesta edição, sublinhamos que o sono é tão decisivo como a actividade.
Acompanhámos também em Portugal a descoberta de mais uma estela com inscrições da escrita do Sudoeste, essa estranha e antiga forma de escrita usada em recantos da Península Ibérica há 2.500 anos.
Na Reserva do Mindelo, criada por pioneiros para proteger aves migratórios, olhámos para o solo e não para o céu. Os anfíbios do Mindelo atraem cada vez mais a atenção de especialistas internacionais.
Em Abril, o fotógrafo Charlie Hamilton James participou no Nat Geo Summit em Lisboa e deu a conhecer um projecto que desenvolvia sobre o uso de venenos contra a fauna selvagem. A reportagem finalmente concluída é arrepiante.
Vale também a pena olhar para um velho baleeiro, cujo destroço foi encontrado na América do Norte. Dos vestígios arqueológicos emergiu uma extraordinária história sobre a caça à baleia no século XVI.
Leia ainda sobre a descoberta de um touro votivo em Picote e muito mais na revista deste mês.
Boas leituras!